Wild Rift: Tudo que você precisa saber sobre o lançamento do jogo

O League of Legends: Wild Rift lança amanhã para a nossa região e a Riot Games convidou o Baserush para testar o jogo antes do lançamento, e o acesso para nossa região não foi a única novidade.

O Wild Rift, anunciado há quase um ano e meio atrás, no aniversário de 10 anos de League, finalmente terá sua fase de beta aberto liberada para as Américas amanhã, dia 29 de março. O Baserush recebeu acesso antecipado, concedido pela Riot Games, e conseguiu conferir o beta do jogo.

O jogo não é somente um port de League para os celulares e consoles, ele foi totalmente recriado e adaptado para isso. Uma das primeiras mudanças é o mapa: chamado Wild Rift, é um mapa novo que, embora seja ligeiramente menor do que o de Summoner’s Rift, ainda deve passar uma sensação bem familiar. Todo o mundo de Runeterra continua fiel à história, dos campeões e mapas até os itens. Para os que gostam de explorar a fundo a lore, a Riot deixa bem clara que a mecânica de Wild Rift não é canônica.

O mapa é espelhado no lado vermelho, para que sua base sempre seja no canto inferior esquerdo. A Riot decidiu espelhar porque, ao jogar da direita para a esquerda, os dedos sempre ficariam na frente da mira. Também por isso, Wild Rift não utiliza os termos “rota superior” e “rota inferior”, mas “rota em dupla”, para a mais próxima do Dragão, e “rota solo”, para a mais próxima do Barão. Também não existem mais inibidores e nem as torres de nexus, somente as torres “T3” de inibidor. E para os caçadores, não existem mais itens exclusivos da selva, e o jogador pode escolher qual golpear usar após finalizar quatro campos.

A progressão será parecida com como atualmente é em League, nos primeiros níveis liberando campeões gratuitamente para facilitar a escalada e recebendo bônus de EXP e Ciscos Azuis, a nova versão das Essências Azuis. O jogo terá também outra moeda gratuita, as Moedas Poro, obtidas ao jogar e usadas em uma loja especial de itens cosméticos. Falando em cosméticos, o jogo também terá o sistema de skins que League atualmente tem, incluindo linhas de skins exclusivas, mas a Riot pretende explorar outras formas de cosméticos fora do jogo, como em perfis, ou dentro do jogo, como ornamentos (uma forma de se exibir para os inimigos derrotados, arremessando pequenos objetos sobre o corpo deles – como lápides, casquinhas de sorvete ou uma fatia de pizza).

Assim como as mudanças na escala do mapa, o jogo tem algumas outras mudanças para facilitar a jogabilidade em celulares e nos consoles, uma delas é que o nível máximo dos campeões na partida é o 15, com as ultimates sendo liberadas para upar nos níveis 5/9/13. As runas também estão muito mais simples na fase de escolhas, sendo 1 Runa Essencial e apenas 3 runas menores. O feitiço de Teleporte também foi removido, e adicionado separadamente como um item.

wild rift
Reprodução: Riot Games

Com o lançamento, chegará o patch 2.2 para o jogo, com novas skins, novos campeões e balanceamentos dos personagens assim como correções de bugs. Já adiantando, até maio será lançado 5 personagens, que serão somados com os 61 já existentes no jogo. Os novos personagens serão: Galio, Rammus, Kha’Zix, Rengar e Renekton. A Riot pretende continuar, após a metade do ano, com a média de 2 campeões por mês.

NOVO MODO

O modo ARAM estreará também nos celulares em abril, já na próxima semana, entre os dias 5 e 8. Na semana seguinte, de 15 a 19 de maio, o modo ARAM ficará disponível por mais um tempo. Para quem não conhece, o ARAM é um modo mais rápido, de aproximadamente 12 minutos, em que as duas equipes recebem Campeões aleatórios, levando a mecânica de jogo do Wild Rift direto para o caos dos confrontos de equipe em somente uma rota.

wild rift
Reprodução: Riot Games

Para o público mais competitivo, as ranqueadas também voltarão com o lançamento nas Américas, e quem alcançar o ranque de Ouro com mais de 10 vitórias na conta será recompensado com a skin exclusiva Jinx Gloriosa. Ainda sobre o modo ranqueado, ele é liberado já no nível 10, e a diferença dos ranques do Wild Rift para o League de PC é a adição do Tier Esmeralda, entre o Platina e o Diamante. E até o ranque esmeralda você não precisa se preocupar com Pontos de Liga, o PdL, uma vitória te dará uma marca de ranqueada assim como uma derrota removerá uma. Pode ser necessário até 5 marcas para ser promovido, dependendo do quão alto você estiver na tabela. Já no Diamante e acima, terão os Pontos de Liga, assim como no PC. E não terá diferença entre fila Solo/Duo ou Flex, será uma única fila, sendo possível jogar com 1, 2, 3 ou 5 pessoas no grupo.

Passe Wild

O Passe Wild, o passe de batalha para o Wild Rift, oferece Ciscos Azuis e Moedas Poro conforme você joga. Assim como o passe do TFT, é possível comprar a versão paga do passe por 590 Wild Cores (“RP” do Wild Rift) para ter acesso a muito mais recompensas. E, ao chegar no nível 50 no Passe Wild, você ainda garante a skin exclusiva Jax Hexplorador.

wild rift
Reprodução: Riot Games

O Wild Rift também está para lançar com vários eventos já planejados. Já para o primeiro dia, terá o evento WR agora é BR, exclusivo para o nosso servidor e com conteúdo e campeões exclusivos para liberar. Terá também o evento Recompensas em Todos os Rifts, onde você vai receber bônus pelo seu tempo e dinheiros investidos no LoL de PC. Os jogadores mais experientes em League of Legends, inclusive, vão reconhecer o evento Mestres da Caçada, onde você escolhe o lado na rivalidade de Rengar vs Kha’Zix.

O League of Legends: Wild Rift já se encontra disponível para download na Play Store e você pode fazer o download por aqui.

Siga o Baserush no Twitter e Instagram e fique por dentro de tudo do mundo do LoL e dos Esports!