TFT: Organização do TFT Wizard Challenge causa polêmica

O último qualificatório do circuito ProLegends de Teamfight Tactics, o TFT Wizard Challenge, organizado pela BBL Esports, havia causado polêmica na tarde desta segunda-feira (13) quando em seu regulamento constava que a transmissão dos jogos pelos participantes era proibida. Mas, a organização do campeonato rapidamente resolveu o problema.

No entanto, com a distribuição das tags para a disputa do torneio, outra polêmica veio à tona: nem todos os jogadores inscritos receberam tags, logo, nem todos poderiam jogar.  O problema aconteceu pois a organização do campeonato não colocou um limite de inscrições, que deveria ser de 512, e o número foi ultrapassado, com 1355 jogadores inscritos. Apenas 512 jogadores receberam as tags para a disputa do campeonato e muitos acabaram sem suas tags, consequentemente não podendo disputar o torneio. Por conta do erro, jogadores como inc_mplete e Lunna não conseguiram disputar o campeonato.

Em sua transmissão ao vivo, inc_mplete demonstrou sua indignação com a organização: “Eu tô me preparando o ano todo, saca? […] Eu tô falando sério mano, eu fico mais de 14 horas do meu dia consumindo esse jogo imbecil por que eu queria ir pro mundial.”

No momento da publicação dessa matéria, a organização do torneio não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido.

Atualização

Pouco mais de duas horas após o acontecido, a BBL anunciou uma etapa extra no torneio para os jogadores que não conseguiram realizar o check-in.