LoL: Maestro reconhece falta de proatividade da INTZ e projeta jogo contra Rensga

maestro

Neste sábado (23), INTZ e Flamengo travaram duelo pela terceira rodada do CBLoL 2021, onde o Flamengo se saiu vencedor do confronto e deixou os intrépidos com um 0-3 no campeonato. Após o término do jogo, o treinador da equipe Lucas “Maestro” Pierre concedeu entrevista coletiva para a imprensa.

A INTZ conseguiu controlar o início de jogo do Flamengo, controlando os objetivos neutros do jogo e conseguindo ditar o ritmo da partida no princípio. Mas a partida desandou após o mid laner do Flamengo, Tutsz, chegar ao seu pico de poder com o seu Kassadin, e aí a INTZ viu seu jogo desandar.

O treinador da equipe foi questionado por não conseguir controlar o ritmo durante todo jogo e foi enfático dizendo que faltou proatividade de sua equipe e que os seus jogadores se preocuparam mais em situações individuais: “Na verdade a gente sabe que existe essa bomba-relógio… Porém, o problema que eu vejo nesse jogo é que temos a estrutura montada na cabeça do que deveríamos fazer, mas fomos muito lentos em fazer isso e tivemos as prioridades um pouco invertidas, priorizamos muito a organização individual de cada um, a situação perfeita em vez de chamar o jogo, faltou proatividade”.

Um dos principais jogadores na partida de hoje pelo lado da INTZ foi do top laner Boal, com o seu Renekton, o player foi o responsável por segurar boa parte do jogo para os intrépidos e fez uma boa atuação após uma primeira semana ruim.

O técnico da INTZ falou sobre o jogador e revelou ter tido uma conversa com ele durante a semana: “Como todo jovem jogador, ele (Boal) tem aquela fome de vencer, de fazer as coisas. A conversa que eu tive com ele essa semana foi para que ele tenha um pouco de paciência também… Potencial ninguém duvida que ele tem, mas tem muito potencial desperdiçado por aí e eu não quero que ele perca seu potencial sendo impaciente ou ficando frustrado cedo demais”.

A INTZ é conhecida por ser um time inconstante no CBLoL, sendo um time que apresenta uma fase de pontos muito irregular, mas que consegue se classificar para os playoffs e até conquista o título (como foi o caso do segundo split de 2020).

Maestro comentou sobre essa “síndrome” da INTZ ser oito ou oitenta: “Eu não gosto muito de não ser constante. Pra ser um time dominante você realmente precisa de constância, mas esse grupo aqui agora é um trabalho, não tem muito o que fazer a não ser trabalho… Hoje consigo enxergar muitos caminhos de melhora, os jogadores estão cooperando muito entre eles também. Não tem mais segredo em relação a isso, devemos apresentar resultados em breve”.

A INTZ volta à Summoners Rift amanhã (24), contra a Rensga, em busca da sua primeira vitória no CBLOL e desgarrar da lanterna da competição. Siga o Baserush no Instagram e no Twitter e fique por dentro de tudo. Também estamos na Twitch!