LoL: Por que é tão difícil encaixar Samira no competitivo?

As ligas ao redor do mundo começaram, e junto com as expectativas para como os profissionais iriam utilizar os novos itens também há a espera de como os novos campeões encaixariam. Um dos casos mais esperados é a colocação da atiradora Samira que, ao contrário do que muitos pensavam, não correspondeu ao esperado pela maioria dos jogadores.

Sabemos que as partidas casuais de League of Legends e as partidas competitivas são acima de tudo completamente diferentes, e isso ocorre por inúmeros fatores como a postura profissional dos jogadores a comunicação facilitada. Assim, a comunidade do jogo prestigiou o lançamento de Samira, viu a campeã dominar a rota inferior e ansiou por vê-la no competitivo. No entanto, receberam uma personagem extremamente difícil de se encaixar nas ligas mundiais, se tornando um desafio para até mesmo os jogadores mais consagrados do ramo.

LoL | Samira é nerfada um dia após seu lançamento – Cabana do Leitor
Samira e sua dificuldade no competitivo. (reprodução: League of Legends/ Riot Games)

Analisando os dados da plataforma gol.gg e os resultados das partidas competitivas pelo mundo, é possível explicar o por que da Rosa do Deserto trazer um grande nível de dificuldade em sua jogabilidade. Os motivos você confere abaixo.

Um: baixo alcance para ataques básicos e habilidades

Esse é, talvez, o maior perigo para os jogadores de Samira. Seu alcance para ataques básicos e habilidades é um dos mais baixos do jogo, e com isso a campeã precisa estar exposta na maior parte do tempo, já que a função de um atirador é permanecer vivo enquanto infere toneladas de dano ao adversário. Dessa forma, Samira pode ser facilmente alvejada durante uma luta de equipe, podendo se encontrar fora de posição enquanto usa seus ataques. Competitivamente falando, os ADC’s de baixo alcance não costumam ser prioridade de escolha por demandar ainda mais cuidado com sua posição, pois uma vez alcançado pode morrer em instantes, levando sua equipe a perder um de seus carregadores.

Dois: demora para ativar sua ultimate

Conhecendo as habilidade da campeã, entende-se que para ativar sua ultimate Samira precisar obter a nota em sua habilidade passiva, Impulso Audacioso, que consiste em dar ataques básicos alternados com habilidades. Para isso acontecer, voltamos ao problema anterior, pois ela precisa garantir um espaço seguro para utilizar seu leque de habilidades e alcançar sua ultimate, o ponto forte da sua jogabilidade. Eventualmente, as habilidades W- Voragem Afiada e E-Ímpeto Indomável de Samira são grandes aliadas para que a campeã se reposicione e ative seu R-Gatilho Infernal, mas se torna uma jogada extremamente arriscada se tratando dos níveis competitivos, tendo que lidar com inimigos profissionais prontos para eliminá-la em qualquer pequeno erro. Normalmente, a vitória chega para a equipe que menos erra, e quanto mais situações de perigo se colocar mais simples se faz a condição do erro.

Três: qualquer controle de grupo cancela a ultimate de Samira

O Gatilho Infernal ataca todos os inimigos em uma área, causando uma grande quantidade de dano. Tomando cuidado para não ser alvejada enquanto utiliza seus ataques/habilidades e atingindo sua passiva na nota S, Samira ulta, mas pode ser parada facilmente por qualquer controle de grupo, o que complica drasticamente sua situação. Já que causa dano em área, espera-se que a campeã vá para o meio dos jogadores e cause o maior número possível de dano em sua ult, se tornando um alvo fácil para qualquer campeão com stun, supressão ou arremesso ao ar cancelá-la, habilidades que não podem faltar no cenário competitivo. Ao contrário do que muitos pensam, Samira é um campeão balanceado, pois a dificuldade na sua jogabilidade é diretamente proporcional ao estrago realizado pela mesma, fazendo com que sua escolha nas ligas dê certo em muitas das vezes, mas exigindo em todas um alto nível de noção de jogo: uma faca de dois gumes.

Samira – A rosa do deserto | Nova campeã do LOL - Nerds da Galáxia
Samira é um campeão balanceado em relação a suas habilidades e sua dificuldade de jogo. (reprodução: League of Legends/ Riot Games)

Samira ao redor do mundo

Na primeira semana de competição na season 11, Samira se encontra com 70.9% de presença (112 bans + 68 escolhas) e 51,5% de taxa de vitória (35 vitórias e 33 derrotas. No CBLoL, está com 50% de presença, com uma derrota nas mãos de brTT (paiN Gaming) e uma vitória nas mãos de Beenie (FURIA).

Siga o Baserush no Instagram e no Twitter e fique por dentro de tudo sobre o CBLOL e o mundo dos Esports. Também estamos na Twitch!