LCS cria Game Changers, evento para criar maior diversidade de gênero no cenário

Foi anunciado na tarde desta terça (24), O LCS Game Changers, pelo Campeonato de League of Legends norte-americano, em um esforço de melhorar a diversidade de gênero no ecossistema profissional da liga, anunciou um novo evento de apoio às jogadoras amadoras.

O LCS Game Changers é um programa feito exclusivamente para jogadoras com alto elo nos servidores interessadas em entrar no cenário profissional do país. Serão selecionadas 10 mulheres para participar de um evento e serem treinadas por coaches e outros membros de equipes de organizações presentes na liga principal.

Por um período de duas semanas, elas serão mentoradas e treinarão diariamente para experienciar o dia a dia como jogadoras profissionais, incluindo análise de partidas e treinamento exclusivo em suas posições específicas. O evento terá também convidados para debater sobre a vida de jogadores profissionais e a saúde mental das participantes.

Ao fim das duas semanas, os dois times competirão em uma melhor de 5 para demonstrar suas habilidades e construir conexões profissionais.

Em certa escala, a idealização do Game Changers na região norte-americana é algo que já acontece a anos no Brasil. A Sakuras Esports é uma organização que nos últimos três anos realiza campeonatos e palestras focadas para o público feminino. Não só no League of Legends como no VALORANT, onde no começo do ano a organização em parceria com a Riot Games realizaram o Sakuras Ascent, um campeonato 100% feminino com premiação de 10 mil reais.

Em contato com o Baserush, a fundadora do Sakuras Esports, Thais Queiroz, diz que “O Game Changers significou muito para a comunidade feminina porque foi a primeira vez que uma empresa trouxe incentivo real para duas partes importantes de quem acompanha o jogo: a comunidade feminina e os criadores de campeonatos independentes”. Ela completa comentando que “ter essa oportunidade ainda tão cedo na construção do jogo foi uma centelha de esperança para o competitivo feminino, enquanto outros jogos mesmo após anos não tem um cenário feminino oficializado, o Valorant seguiu bem na frente”.

Como comparação, a LCS traz esse evento para o League 5 meses após a criação no Valorant. Finalizando, a fundadora do Sakuras diz que “o apoio que recebemos como criadores de campeonatos independentes também é algo muito maior do que o que estamos habituados, é uma confiança de que a produtora está satisfeita com a comunidade e com o trabalho que podemos fazer, por isso se uniu à nós. A iniciativa Game Changers, para mim, foi um marco na história do Valorant sem igual”.

O LCS Game Changers ocorrerá entre setembro e outubro, e infelizmente não será transmitido ao vivo.

Siga o Baserush no Twitter e no Instagram e fique por dentro de tudo!