LoL: Kai’Sa, a Filha do Vazio – Campeões pelo Mundo

Kai'Sa

Os números que a Kai’Sa apresenta nesse primeiro mês de temporada 11 são inacreditáveis. Não só com uma alta porcentagem de vitória no competitivo, mas é o personagem que mais foi escolhido ao redor do mundo.

Ao longo deste primeiro mês de temporada e campeonatos, seguindo os dados do site gol.gg, ela foi escolhida 512 vezes e banida 192, completando uma taxa de presença de 90% nos jogos competitivos. A campeã se saiu vitoriosa 275 vezes e derrotada 237 vezes, com uma taxa de vitória marcada nos 54%, um enorme número, uma vez tendo em vista a alta aparição.

A campeã tem quase o dobro de picks realizados em campeonatos do que o segundo lugar, que é a Orianna com 264 escolhas. Na porcentagem de presença, Kai’Sa só fica atrás de Olaf, que possui 92% de presença, destacando-se com 230 picks e 496 banimentos. O campeão também possui uma taxa de vitória maior: 57%.

Na posição de atirador, a campeã tem uma larga vantagem quanto ao segundo lugar. Aphelios, com 191 escolhas, 175 banimentos e taxa de presença de 47%, assegura o segundo lugar de atirador. Sua taxa de vitória é de aproximadamente 50%, com 95 vitórias e 96 derrotas.

Os dados acima podem estar desatualizados dependendo do horário e dia que forem vistos. Foram usados os dados do dia 05/02/2021 às 04h da manhã do horário de Brasília.

Benefícios e fraquezas de Kai’Sa

Kai'Sa
Kai’Sa possui, no competitivo, a maior taxa de escolhas neste primeiro mês de temporada (Reprodução/League of Legends)

São inúmeros os benefícios que a Kai’Sa fornece para o time e jogador que a escolhe. Com um ótimo dano, scalingburst, mobilidade e independência, é possível dizer que as duas únicas grandes fraquezas da campeã ficam na sua fase de rotas mais fraca e seu baixo alcance de ataques básicos.

Apesar de ter a fase de rotas como um ponto fraco, Kai’Sa não é tão vulnerável assim neste período. Se for acompanhada de um suporte que ajude a completar os acúmulos no inimigo, pode ser mortal. Isso se encaixa perfeitamente no meta atual de suportes: Alistar, Leona, Thresh e Rell são os que costumam mais aparecer e conseguem, com seus controles de grupo, auxiliar a Kai’Sa nesse ponto.

Dos campeões que estão sendo mais escolhidos como atirador, Aphelios e Xayah tem se mostrado as melhores escolhas para combater o scaling enorme da campeã, além de possuírem uma fase de rotas sólidas, dependendo de seu suporte. Das escolhas mais atuais, a Senna com sua build hyper-carry também tem se destacado. Também é comum ver a Miss Fortune, que possui uma boa fase de rotas, ser escolhida para punir essa fragilidade de Kai’Sa.

Novos itens transformaram a campeã

Kai'Sa
Força do Vendaval, Mata-Cráquens e A Coletora fortificaram muito a Kai’Sa na nova temporada (Imagens: Reprodução/League of Legends)

Pra falar a verdade, os novos itens foram responsáveis por dar um novo significado aos atiradores no meta. Se for para para ver, os atiradores mais escolhidos da temporada tem ao menos um destes itens na sua build: Kai’Sa, Aphelios, Jhin, Samira, Xayah, Miss Fortune, Senna… Todos apareceram na temporada com os dois itens, ou ao menos um destes dois.

A Força do Vendaval perdeu sua força por ter o tempo de recarga aumentado, mas ainda continua extremamente forte por fornecer uma versatilidade de playmaker e independência defensiva para o atirador. O Mata-Cráquens, por sua vez, é escolhido quando existe uma forte linha de frente do outro lado ou quando o atirador possui a principal fonte de dano.

A Coletora, além de ter uma passiva muito boa de execute, concede muitos status ao jogador, com bons números: o item te dá 55 de DdA, 20% de chance de acerto crítico e 12 de letalidade. Feito normalmente no início da build, é um ótimo indicador de pico de força do campeão.

Os novos itens fortificaram os atiradores como um todo. Apesar da maioria ter saído beneficiado, a Kai’Sa saiu com o saldo extremamente positivo, pois todos itens encaixam como uma luva. A campeã, que já era reconhecida por seu aspecto playmaker e independente, teve seu potencial maximizado com a Força do Vendaval.

Como hypercarry, Kai’Sa tem um scaling bem superior ao que tinha com os itens antigos. Com o dano verdadeiro do Mata-Cráquens, a Filha do Vazio tem potencial gigantesco para carregar as partidas, como um hypercarry deve fazer.

Siga o Baserush no Instagram e no Twitter e fique por dentro de tudo sobre o CBLOL e o mundo dos Esports. Também estamos na Twitch!