O que esperar de cada time do CBLOL?

A temporada 2019 vai começar! Com séries em MD1 e 3 turnos, times novos, e sendo a primeira região do mundo a começar com o campeonato, o CBLOL ESTÁ FINALMENTE DE VOLTA! Com isso, nós da MPB eSports fizemos esse resumo de cada equipe participante da competição. Confira:

CNB e-Sport Club

Line up: Francisco “Duclou” Duclou / Yan “Yampi” Petermann, Benjamim “Hy0g4” de Barbi / Eduardo “Aslan” Nunes / Pablo “pbO” Tokuo, Vinícius “ByDeki” Hideki / Gabriel “Hawk” Gomes / Gabriel “Turtle” Peixoto, Lucas “BeellzY” Spínola

pbO será o nome principal da equipe da CNB em 2019 (Flickr/riotgamesbrasil)

Depois de um péssimo 2017, ano em que a equipe chegou a jogar o relegation para o CBLOL de 2018 contra o time da Operation Kino, podemos dizer que o time da CNB teve um ano muito bom nos últimos dois splits. A vitória sobre a Pro Gaming na escalada do primeiro e da Vivo Keyd no segundo, mostraram que os blumers estão mais vivos do que nunca. Porém, agora com um novo desafio.

A saída de Rakin, Brucer, Robô e Baiano fizeram o time apostar para esse CBLOL em nomes não muito conhecidos. Tais como o do topo Duclou (ex Submarino Stars), Aslan (ex Operation Kino) e Hawk (ex WP Gaming). Além disso, Turtle, antigo caçador, está agora como Coach da equipe.

O grande destaque fica mais uma vez para a permanência de pbO, que terá que guiar o time da CNB junto do caçador Yampi. Também temos os jogadores do famoso “Preparando Campeões”, ByDeki e Hy0g4, assim, formando os 4 remanescentes da última line up Blumer.

Será que teremos mais um ano de play offs para a CNB? Ou voltaremos as campanhas de 2017?

Flamengo eSports

Line up:  Leonardo “Robo” Souza / Byeonghoon “Shrimp” Lee / Bruno “Goku” Miyaguchi / Felipe “brTT” Gonçalves, Gabriel “juzinho” Nishimura / Chang “Luci” Han, Sang “Reven” Sung / Gabriel “Von” Barbosa, Jordan “Grey” Corby

brTT novamente defendendo o time de seu coração. (Flickr/riotgamesbrasil)

O vice-campeão do último split resolveu apostar grande para 2019 e despediu-se de Jisu e Esa. Para ocupar seus lugares, trouxeram Robô no topo, e o suporte coreano Luci, junto do coreano Reven, que será o analista da equipe, e anda destruindo nas filas ranqueadas do nosso servidor.

Forte candidata a título ao lado da KaBuM para conquistar esse primeiro split, os rubros-negros esperam que o caçador Shrimp consiga repetir os jogos que realizou no último split e que Luci se mostre um suporte melhor do que Esa ao lado de brTT.

Mas a questão que fica é: como o Flamengo irá se adequar a tantos jogadores que precisam de recursos no seu time? Será que a contratação do também atirador Juzinho pode remeter a algo parecido a entrada de Sacy pela Red Canids em 2017, onde o time tirava o foco da rota inferior e buscava outras formas de dar recursos nas mãos dos jogadores? Bom, isso só assistindo para descobrir.

INTZ e-Sports Club

Line up:  Rodrigo “Tay” Panisa / Diogo “Shini” Rogê, Diego “Sephis” Alejandro / Bruno “Envy” Farias, Bruno “Hauz” Augusto / Matias “WHITELOTUS” Musso, Guilherme “Mills” Conti / Ygor “RedBert” Freitas, Emerson “BocaJR” Alencar / Lucas “Maestro” Pierre, Luiz “ONMETA” Junior

Envy vem para ser um dos principais nomes da INTZ (Foto: Flickr/riotgamesbrasil)

Campeões da Superliga ABCDE em 2017, muitos esperavam que 2018 seria a volta da INTZ para disputar títulos. Infelizmente não foi o que aconteceu. Tiveram que disputar a famosa “escavada” nos dois splits, sendo que no segundo, jogou a série de promoção contra o time da paiN Gaming.

Agora para 2019, os intrépidos estão com toda moral. Muitos colocam o time como top 3 para esse primeiro split (assumo que também coloquei) e não é por acaso. O título da Superliga ABCDE, as contratações do atirador WhiteLotus, do suporte BocaJR, e as revelações do atirador Mills, o meio Hauz e o caçador Sephis, mostram que eles têm um elenco muito forte para essa temporada, além do melhor jogador da equipe, o topo Tay, que deu a volta por cima depois de ser rebaixado com a paiN Gaming e teve um grande destaque individual no fim da temporada passada.

KaBuM! e-Sports

Line up: Luccas “Zantins” Zanqueta / Filipe “Ranger” Brombila / Matheus “Dynquedo” Rossini, Célio “Thurizao” Oliveira / Alexandre “TitaN” Lima, David “Disave” de Sá / Marcelo “Riyev” Carrara / Gabriel “Halier” Garcia, Wong “Tabe” Pak

Kabum comemorando o título do segunda etapa, será que vem mais por aí? (Foto: Flickr/riotgamesbrasil)

Não há muito o que falar da KaBuM, utilizou bem daquela frase: “em time que está ganhando não se mexe”. A grande mudança fica na comissão técnica, onde temos a saída do Hiro para a entrada do vice-campeão mundial em 2013, Tabe, que pode adicionar ainda mais experiência para essa equipe.

A grande questão será se Dynquedo e Titan repetirão as grandes atuações que fizeram no CBLOL em 2018 e como estará a comunicação e convivência deles, já que o caçador Ranger mencionou, uma vez, em suas redes sociais que isso foi um problema no último mundial, o que poderia ser o fator que acabou acarretando a precoce eliminação na fase de grupos da fase de entrada.

ProGaming Esports

Line up: Natan fNb Braz / Luiz Lima Rosa, Leonardo Leozuxo Camicia / Leonardo Lynkotiko Cassuci / Lucas “Luskka” Rentechen, Humberto “Garo” Peixoto / Willyan “Wos” Bonpam / Kristoffer “Utama” Odland, João Pedro “Dionrray” Barbosa

Lynkotiko, meio da equipe, será agora o único responsável pela posição, antes dividida com Vvvert (Foto: Flickr/riotgamesbrasil)

A Pro Gaming também deu uma reformulada no elenco para esse CBLOL, a grande perca fica para o Minerva, que irá defender o time da Pain Gaming no Circuito Desafiante. Mas fizeram boas contratações como do Topo fNb, que desempenhou muito bem na Superliga pelo time do Santos e-Sports, sendo o principal jogador da equipe, e do suporte Wos que certamente tem uma experiência por ter ido para o último mundial e ajudado a KabuM. Já o coach Utama terá que se provar e mostrar se valeu o investimento.

A grande incógnita fica na posição de atirador, será que Dionrray e Utama irão trabalhar em um possível revezamento entre Garo (destaque da OPK no último Circuito Desafiante) e Luskka? E o caçador Lima? Conseguirá desenvolver um bom jogo como Minerva?

Redemption POA W7M 

Line up: Renan “Nyu” Augusto, Bruno “Glowcore” Faria / João “Zuao” Morais, Gabriel “Days4Fun” Dias / Marcos “Krastyel” Ferraz, Alan “Riva” Martins / Igor “DudsTheBoy” Homem, Daniel “Danz0r” Mussoi / Denilson “Ceos” Oliveira, Alexandre “Codpiece” Carli / Luis “Piroxz” Chavez

Zuão (Foto: Flickr/riotgamesbrasil)

A RDP também fez muito bom uso da frase que utilizamos para falar da Kabum. Só que a grande diferença se dá pela adição dos 5 reservas (1 para cada posição e ambos da sua equipe B). A experiência que esses 5 jogadores tem de jogar CBLOL pode ser um diferencial na hora de uma escalada, mas a juventude e o algo novo também pode surpreender. Jogadores como o Topo Nyu e Suporte Céos podem fazer a diferença com um jogada ou até puxões de blitz (adoraríamos ver ele de novo viu Céos)

A única questão que surge é: como será que o time desempenhará com a saída do antigo técnico KrlosCarioca. O técnico Piroxz conseguirá extrair o máximo de cada jogador e fazer até substituições relacionado ao time titular?

Uppercut Esports

Line up: Mateus “Fitz” Cayres /António “LeChase” Ramalho / Ruan “Anyyy” Cardoso / Miguel “Stepz” Rezek, João “Alternative” Parada / Yan “Damage” Sales, Luan “LuanLeal” Leal / Alberto “ScrappyDoo” Yañez, Rafael “RafaP” Pinheiro

Anyyy, destaque na IDM/RPG continuará com os bons resultados em 2019? (Flickr/riotgamesbrasil)

A IDM que virou RPG e agora está com o seu mais novo visual, Uppercut, terá mais uma vez que provar ser um time que não brigará pelo rebaixamento. Campeões da Primeira Etapa do Circuito Desafiante 2018 e ficando em 5º lugar, a equipe se provou e calou a boca de muitos que apostavam apenas ser mais um time com passagem rápida no CBLOL. Agora em 2019, o time fez mudanças. Sarkis, Cariok e Name vão jogar o Circuito Desafiante pela Havan Liberty, já Cabu, voltou para a Red Canids, onde atuará como suporte da equipe. Para seus lugares, os cangurus inovaram. Além do Stepz, jogador contratado através de uma peneira, tivemos também contratações internacionais. Diretamente da Europa, mais localizado em Portugal, os jogadores LeChase (caçador) e Alternative (atirador) foram os escolhidos para defender a organização em 2019. Outra contratação foi do analista Rafap, ex KLG para a comissão técnica da equipe

O ganho da Uppercut nessa temporada foi a permanência dos jogadores Anyyy (revelação do último split) e Fitz. Se ambos tiverem um rendimento do mesmo tamanho, podem ficar tranquilos, a Uppercut terá boas chances de ir longe novamente no CBLOL.

Vivo Keyd

Line up: Felipe “Yang” Zhao / Huang “Laba” Chen-Yang, Jonas “Caos” Vriesman / Gabriel “Tockers” Claumann / Micael “micaO” Rodrigues, Augusto “Klaus” Clauss / Luan “Jockster” Cardoso, Matheus “Professor” Leirião / Nelson “Nelson” Sng

Agora sem Revolta, como será o desempenho do quarteto? (Flickr/riotgamesbrasil)

Talvez o time que teve a maior perca do CBLOL nesse primeiro split? Quando falamos de Vivo Keyd, certamente vem o caçador Revolta na nossa cabeça, e isso não acontecerá pelo menos nessa primeira etapa de 2019. Depois de um vice campeonato contra a Kabum e a derrota na escalada para a CNB, vimos que o “exódia” não é tão invencível e também pode se desfazer (mais uma vez). Com a saída do caçador, que defenderá a Red Canids no Circuito Desafiante, o time trouxe o taiwanês Laba e o brasileiro Caos. Será que algum dos dois fará um ótimo 2×2 com o topo Yang? Outra baixa para a equipe foi do técnico Galfi, para o lugar dele, foi contratado o singapurense Nelson, que acumula passagens pela LMS.

O que podemos esperar da Keyd para essa primeira etapa é um time com bastante formações diferentes, visto que com a contratação do Professor e a utilização do Klaus, Micão e Jockster não serão 100% titulares durante a temporada.

E para você? Qual o time que mais te agradou para essa Primeira Etapa?

O CBLOL volta nesse sábado, 12, com o confronto entre Flamengo x Kabum, às 13h, e você pode acompanhar tudo isso pelo canal da Riot Games no Twitch e YouTube.