Em entrevista, KrlosCarioca da INTZ RDP garante: “Somos o melhor time do Circuito Desafiante”

 

Na última sexta-feira (13) o time da INTZ anunciou a parceria que fez com o time da Redemption E-sports para o circuito desafiante. Com isso o eSports MPB entrou em contato com o Head Coach, Carlos Sagrette, mais conhecido como KrlosCarioca. Falamos sobre o que ele espera desse campeonato, qual o nível dos times e também sobre a campanha da Redemption nesse último torneio de acesso. Confira:

P: Como está a preparação para o Circuito Desafiante?
R:
A preparação começou faz algumas semanas já, mas está indo tudo bem. Como eu não estava com o grupo antigamente, eu tive que me adaptar bem rápido. É bem difícil, você chegar em um grupo fechado e mudar a voz de liderança, mas os moleques são bem de boa, então foi suave. A expectativa também está bem alta, o adversário não é uma Pain Gaming da vida, não é um adversário fácil, mas estamos bem confiantes.

P: Como foi o torneio de acesso da Redemption na sua opinião? Vocês achavam que iriam perder para a Submarino?
R:
Nós achávamos que conseguiríamos classificar, mas existiam hábitos ruins na equipe que podiam prejudicar mais para frente. Eu sabia que a Submarino seria o adversário mais chato do qualify, porque eles jogavam sem pressão, pelo fato de eles serem streamers e não quererem ser profissionais. É lógico que eles estavam se dedicando, eu vi o Pimpimenta evoluir muito, mas você compara isso com 5 moleques treinando há 3 meses, ganhando salário e com pressão de subir, é claro que isso faz um diferencial.

P: Vocês sabiam que a Redemption compraria a vaga da TSHOW e também faria a parceria com a INTZ?
R:
A gente sabia que a Redemption, em si, seria mantida, o projeto seria mantido, mas não sabíamos da compra da vaga. Em questão da parceria, estávamos conversando desde maio com a INTZ, mas o que eu posso falar por enquanto é o que estava escrito no post. Vamos ser parceiros de treino, compartilhar da mesma comissão técnica, o centro de treinamento, mas tirando isso, eu prefiro deixar eles falando sobre isso.

P: INTZ tem como tradição investir em times de base e subir com esses times para o CBLOL como no caso da INTZ Red e Gênesis. Isso traz uma pressão a mais?
R: A gente nem tinha chegado a falar sobre isso aqui, o grupo é bem leve, a única pressão que nós temos é ganhar por nós mesmo. Isso de outros times ganharem e nós temos que ganhar não existe, tem gente ganhando faz anos aí, e independente de INTZ ou não, continua sendo nossa meta.

P: Qual a meta da INTZ RDP para esse split?
R: Nossa maior meta é ganhar esse split e subir para o CBLOL
. Mas eu gosto de fazer as coisas de passo em passo. Primeiro ganhar um jogo terça, manter o resultado, terminar a fase de grupos em primeiros e por aí nós vamos subindo o pensamento.

P: A experiência de jogadores como o Zuão que já jogou várias edições do CBLOL pode somar para o time?
R:
Todos com exceção do “dropinho” (Drop, ADC reserva do time) já jogaram o CBLOL. Isso com certeza soma, mas também todos os outros times têm jogadores que já disputaram. Não sei até que ponto isso pode ser um diferencial no Circuito, antigamente isso favorecia mais, mas atualmente nem tanto.

P: Como estão os níveis dos times para esse Circuito Desafiante?
R:
É difícil ter um tato no geral, porque treino é treino e jogo é jogo, você vê que que existe muitos times que mandam bem no treino, chegam no campeonato e trollam. Se eu fosse dizer assim, o melhor time é a gente, sem clubismo. Acredito que temos as melhores peças individuais e temos um grupo muito unido. Depois penso que vem a Pain e a Team One, por ambas virem do CBLOL, com uma melhor estrutura e também por já ganharem títulos. Já nas outras equipes, eu não vejo dificuldade.

P: Como você apresentaria a INTZ Redemption para o público?
R:
Ela é uma organização diretamente de Porto Alegre. Os dois donos são caras sensacionais, eu aprendi muito com eles desde quando entrei no time. Ela tinha um foco com o público mais local. Enquanto eu estava em Porto Alegre, eles me ofereceram a melhor estrutura que eu vi aqui no Brasil, com um quarto individual com banheiro e tudo. Eles davam tudo que a gente precisava em questão de periféricos, os monitores, as maquinas eram tudo do melhor, eles nunca faltaram nada com a gente. Se eu fosse definir em uma palavra seria sensacional.

O primeiro compromisso da INTZ Redemption pelo Circuito Desafiante será contra a Submarino Stars na terça-feira (17). Você pode acompanhar a transmissão no canal oficial da Riot Games tanto na Twitch como no YouTube.