VALORANT: Tailored: “Muitas equipes ainda tem a essência do CS”

tailored

Desde maio na organização, Tailored é um dos nomes mais conceituados do VALORANT norte-americano. O técnico levou a equipe da TSM à conquista de vários torneios, entre eles T1 x Nerd Street Gamers Showdown e o FaZe Clan Invitational. Mais recentemente, o elenco passou por algumas mudanças internas e chegou à final do First Strike NA.

Em entrevista exclusiva para o Baserush, Tailored falou um pouco sobre o que correu mal na final do evento da Riot, as mudanças e o porquê das mudanças a nível interno, as diferenças entre a região Norte-Americana e Europa e ainda sobre o VALORANT brasileiro.

Formada por cinco ex-jogadores de CS, TSM vem se sobressaindo no cenário de VALORANT (Foto: TSM/Divulgação)

Falando do First Strike, vocês conseguiram chegar à grande final. O que deu errado no jogo para a 100 Thieves vencer por um placar de 3-1?

Se você voltar e assistir as partidas, não acho que o placar reflete o quão disputada foi aquela final. 100T trouxe muita estratégia nova e uma química muito forte com a formação de seu novo elenco. Acho que isso deu a eles a vantagem de que precisavam para fechar a série contra nós. Estou interessado em ver como eles conseguem se adaptar e ficar “frescos” no novo ano, e estou animado para os enfrentar novamente.

Recentemente, você mudou o papel de in-game-leader de Subroza para reltuC. Quais foram as maiores diferenças entre os dois jogadores na liderança do time e por que fazer a mudança?

Tomei a decisão de tirar o Subroza da função IGL e mudar o reltuC para os agentes de suporte há alguns meses. Subroza vinha jogando de controlador/duelista móvel para nós e, embora seu IGLing fosse excelente, ele sentia que estava atrapalhando seu desempenho pessoal. reltuC assumiu a função porque está feliz em uma posição de suporte e é uma presença calmante na equipe, que eu preciso no meu IGL.

Depois de longa carreia no CS, reltuC é o novo capitão da TSM de VALORANT (Foto: HLTV)

Quais são as maiores diferenças que você vê entre as regiões de NA e EU em termos de estilo de jogo e escolha de agentes?

Existem algumas diferenças claras de comparação e diferenças estruturais entre a Europa e a América do Norte. Acho que com a grande variedade de organizações e jogadores de diferentes experiências de jogo no NA, nos beneficiamos ao ver e ser testados por dezenas de estilos de jogo diferentes. Acho que o meta do NA muda mais rapidamente do que na EU também. Muitas equipes da Europa ainda tem a essência do Counter-Strike no seu jogo, enquanto nós nos tornamos equipes puramente de Valorant.

O TSM está planejando jogar Icebox? Recentemente, equipes da EU e de NA escolheram Skye e Viper nesse mapa, qual a sua opinião sobre isso?

Começamos a jogar o Icebox no primeiro dia que pudemos, mas era difícil conseguir adversários sérios para jogar contra. Eu acho que muitos agentes são viáveis no mapa, incluindo Skye, mas eu não estudei a Viper o suficiente para dizer. Acho que, em geral, a Viper não se encaixa no estilo de jogo rápido e agressivo do meu time.

Tailored sobre Subroza: “Embora seu IGLing fosse excelente, ele sentia que estava atrapalhando seu desempenho pessoal” (Foto: HLTV)

As equipes de NA e o TSM estão assistindo as equipes brasileiras? Se sim, quais são as principais características da região?

Eu assisto alguns times brasileiros. Percebi muitas coisas interessantes que eles faziam com Raze no início do jogo, não tenho certeza se é porque ela é forte ou porque ela é brasileira (risos). Mas sim, nós amamos o Brasil. Espero que possamos jogar lá um dia!

Siga o Baserush no Instagram e no Twitter e fique por dentro de tudo. Também estamos na Twitch!